Minha Estante #47|Uma História de Amor e TOC

20:46:00

Título: Uma História de Amor e TOC
Autor (a): Corey Ann Haydu
Páginas: 320
Editora: Galera Record
Onde comprar: Amazon | Extra | Livraria Cultura | Livraria da Travessa | Saraiva 

Sinopse: Bea foi diagnosticada com transtorno obsessivo-compulsivo. De uns tempos pra cá, desenvolveu algumas manias que podem se tornar bem graves quando se trata de... garotos! Ela jura que está melhorando, que está tudo sob controle. Até começar a se apaixonar por Beck, um menino que também tem TOC. Enquanto ele lava as mãos oito vezes depois de beijá-la, ela persegue outro cara nos intervalos dos encontros. Mas eles sabem que são a única esperança um do outro. Afinal, se existem tantos casais complicados por aí, por que as coisas não dariam certo para um casal obsessivo-compulsivo? No fundo, esta é só mais uma história de amor... e TOC.

"Eu juro, se conseguisse me controlar e não dizer essas coisas, eu o faria. Mas se não disser as coisas que surgem na minha cabeça, elas poderiam comer minhas entranhas ou eu seria condenada ao inferno por desonestidade, então não posso correr o risco."

 

Bea é uma garota comum. Tem uma melhor amiga, gosta de comprar roupas em brechós para montar looks confortáveis e estilosos gastando pouco e fala tudo o que lhe vem na cabeça, sem parar pra pensar nas consequências disso. Ela também gosta de perseguir pessoas, principalmente gatoros. É, talvez não seja tão comum assim. 

Desde que terminou um relacionamento, Bea frequenta uma terapeuta, para quem deve contar como tem se sentido e como tem encarado a situação. Acontece que ela acredita que isso não é necessário, afinal, todos passam por términos e ela é só mais uma. Porém, a garota vai desenvolvendo manias que passam despercebidas e que podem se tornar bem graves. 

Dar um beliscão na coxa para aliviar momentos de tensão, perseguir um casal em crise que tem consultas com a mesma terapeuta, fazer anotações sobre as conversas deles e colagens sobre notícias que lhe chamam a atenção.. Para ela, tudo é normal. Depois de um tempo, o diagnóstico vem: Bea possui transtorno obsessivo compulsivo.


A protagonista do livro é diagnosticada com TOC, porém, aceitar essa realidade não é uma tarefa tão simples para ela. De repente, tudo o que fazia parte da sua rotina e já havia se tornado uma obrigação passou a ser julgado e considerado errado. Reconhecer que essas manias estavam se agravando e lhe prejudicando, por afetar a si mesma e a sua maneira de se relacionar com as outras pessoas, não foi fácil, mas perceber que precisava de ajuda foi ainda mais complicado.

Uma História de Amor e TOC não fala somente sobre a compulsão, mas também sobre amor, como o título sugere. Acontece que o romance surge através do transtorno obsessivo compulsivo. Bea começa a frequentar um grupo de terapia com pessoas que sofrem do mesmo problema que ela e lá encontra Beck, com quem já havia esbarrado em outras circunstâncias. Juntos, irão aprender a aceitar o que são e buscar uma maneira de melhorar.

Gostei bastante da obra. O autor soube focar no transtorno, sem deixá-lo em segundo plano para explorar o romance. Em certos momentos, me vi agoniada com as manias dos personagens e incomodada com algumas atitudes deles, o que enxergo como algo positivo, pois mostra que o Corey Ann Haydu soube desenvolver a sua trama muito bem. A escrita dele é super leve e quando você é preso pela leitura, fica difícil de parar. Não é extraordinário, mas é um bom livro.

"Podemos ser loucos, mas existe uma lógica por trás até mesmo das coisas mais loucas que fazemos."


Vocês já leram Uma História de Amor e TOC? O que acharam dessa trama? Me contem nos comentários! 
Beijos e até amanhã! 

♥ Banco de Séries | Facebook | Filmow | Goodreads | Instagram | Skoob | Twitter | YouTube ♥



Está rolando sorteio! (link na barra lateral do blog)

You Might Also Like

2 comentários

  1. A temática do livro é bem interessante e diferente. Gostei da resenha mas gostaria de falar mais sobre o TOC. Essa é uma doença terrível, que a pessoa faz coisas que ela vê que é errado mas não consegue parar. Exemplo: Conheço alguém que tem TOC que ela chama de pó. Sente pó no corpo, na boca e quer limpar. Esfrega tanto que chega a machucar. é muito triste.

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei muito da história livro, por falar de um assunto que muitas pessoas não entendem, deve ser um ótimo livro para explicar esse tema tão compicado. Vai entrar pra minha wishlist de 2016. Sua resenha foi ótima.

    ResponderExcluir

Não vai sair sem deixar um comentário, né? Sua opinião é muito importante para mim.
Por favor, deixe o link do seu blog no final do comentário, assim poderei retribuir a visita.
Obrigada. Volte sempre!

Layout por Gabrielle Oliveira. Tecnologia do Blogger.

Twitter

@blogfrasesperdidas

Subscribe