Minha Estante #51|Garota, Interrompida

15:41:00

Título: Garota, Interrompida
Autor (a): Susanna Kaysen
Páginas: 189
Editora: Única Editora (parceira do Frases Perdidas)
Onde comprar: Amazon | Extra | Livraria Cultura | Livraria Saraiva | Submarino

Sinopse: Quando a realidade torna-se brutal demais para uma garota de 18 anos, ela é hospitalizada. O ano é 1967 e a realidade é brutal para muitas pessoas. Mesmo assim poucas são consideradas loucas e trancadas por se recusarem a seguir padrões e encarar a realidade. Susanna Keysen era uma delas. Sua lucidez e percepção do mundo à sua volta era logo que seus pais, amigos e professores não entendiam. E sua vida transformou-se ao colocar os pés pela primeira vez no hospital psiquiátrico McLean, onde, nos dois anos seguintes, Susanna precisou encontrar um novo foco, uma nova interpretação de mundo, um contato com ela mesma. Corpo e mente, em processo de busca, trancada com outras garotas de sua idade. Garotas marcadas pela sociedade, excluídas, consideradas insanas, doentes e descartadas logo no início da vida adulta. Polly, Georgina, Daisy e Lisa. Estão todas ali. O que é sanidade? Garotas interrompidas.
Nota: 4/5

[Livro cedido pela editora para resenha]

"As cicatrizes não têm personalidade. (...) São uma espécie de fronha, que protege e esconde o que houver por baixo. Por isso as criamos. Porque temos algo a esconder." (Págs. 21 e 22)



Susanna Kaysen, aos 18 anos de idade, foi internada num hospital psiquiátrico após cometer uma tentativa de suicídio ao tomar uma grande quantidade de aspirinas. Depois de uma sessão de terapia, a jovem foi levada para o hospital e parecia aceitar tranquilamente a internação, porém, ao perceber que não se encaixava nos padrões das outras pacientes que ocupavam a sua ala, Susanna começou a tentar receber alta o mais rápido possível. 

Sempre fazendo anotações no seu caderno sobre seus pensamentos e sobre o comportamento das pessoas ao seu redor, Susanna observava a forma de agir das outras garotas e muitas vezes não conseguia compreender como ela fazia parte daquela realidade, já que na sua mente o momento pelo qual ela estava passando não era tão grave assim e o diagnóstico que lhe foi dado (personalidade limítrofe) não fazia muito sentido.


Garota, Interrompida é uma autobiografia e, por ser um livro super curtinho, com quase 190 páginas, não há muito o que falar sobre ele numa resenha. Essa obra contém episódios vividos pela Susanna Kaysen durante o período em que ela ficou internada e também devaneios que ela anotou no seu caderno. Alguns desses episódios são bem divertidos, já os pensamentos escritos por ela são mais sérios e complexos.

Como o livro é bem curto eu resolvi encaixá-lo na minha maratona literária 24 horas e fiz uma ótima escolha. A leitura é bem rápida e até divertida em alguns momentos, o que me fez gostar bastante dela. Antes de lê-lo tinha visto alguns comentários de leitores que acharam esse livro muito confuso e acabaram não gostando dele por esse motivo. Como eu disse, os capítulos trazem alguns episódios e pensamentos, sendo que eles não acontecem numa ordem, logo, são um tanto aleatórios, mas isso não me deixou confusa e não interferiu na minha experiência com a história da Susanna.


Há uma adaptação cinematográfica desse livro que eu assisti somente após a leitura e também gostei muito. O filme é bastante fiel e nele quem possui um maior destaque é a Lisa, personagem interpretada pela Angelina Jolie, um das amigas da Susanna. Apesar de ter gostado, achei que a adaptação ficou muito extensa, alguns dos ocorridos no hospital poderiam ter ficado de fora, mas mesmo assim é um bom filme.

"Assim eram as pessoas que nos guardavam. Quanto às que nos resgatavam... bem, cabia a cada uma de nós o próprio resgate." (Pág. 104)

Vocês já leram Garota, Interrompida ou assistiram à sua adaptação cinematográfica? O que acharam da história da Susanna? Me contem nos comentários!
Beijos e até o próximo post!

♥ Banco de Séries | Facebook | Filmow | Goodreads | Instagram | Skoob | Twitter | YouTube ♥

You Might Also Like

15 comentários

  1. Esse é um livro que eu tenho muita vontade de ler, porém acho ele meio complicadinho de encontrar nas livrarias físicas, só achei uma vez na Saraiva e o preço tava alto e o livro nem estava em tão bom estado assim :(
    Adorei a resenha!
    Estou seguindo e amando o conteúdo do blog <3
    Beijos.
    Criei, recentemente, um blog para falar sobre filmes, séries, cultura e artes no geral. Se você puder dar uma conferida eu ficarei muito grata: http://cineleva.blogspot.com.br/ :)

    ResponderExcluir
  2. Olá, Gabi.
    Eu só assisti o filme, nem sabia que era livro até a editor lançar aqui no Brasil. Como não gostei muito do filme, cheguei a cochilar hehe, não faz muito meu estilo, eu resolvi não ler o livro. Até leria se ganhasse, mas comprar não vou.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti Garota, interrompida e apesar de ter gostado bastante, confesso que não entendi muito bem hahaha de fato a Lisa se destaca. Foi incrível ver a Angelina trabalhando em um papel como aquele. Realmente uma atriz de diversas facetas.
    Acredito que lendo o livro eu entenderia mais da história, os pensamentos que se passavam na mente da protagonista e tal
    Até hoje só li um livro com protagonista que está em um hospital psiquiátrico (Veronika decide morrer) e gostei bastante :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Gab. Eu tenho receio de Garota, Interrompida por ser uma autobiografia. Mas, ao mesmo tempo, possuo uma enorme vontade de conhecer esta história, que apresenta um conteúdo bem denso e polêmico. Soube do filme há pouco tempo e estou ansioso para curtir leitura e cinematografia.
    Blog: Consumidor de Sonhos | consumidordesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi
    Nunca li esse livro, mais sempre vejo as pessoas falarem bem,
    nunca tinha visto que era uma autobiografia, interessante eu até tenho curiosidade em ler mais nem é prioridade.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Já assisti ao filme, há um tempo... Gostei bastante de sua opinião sobre a obra, confesso que não tenho tanto interesse, porém pretendo ler um dia.

    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Gabi! Tudo bem?
    Não sabia que esse livro era tão curto, então acho que a leitura não deva ser cansativa. Nunca li uma autobiografia, então tenho curiosidade de ler esse livro. Além disso, livros com a temática psicanálise sempre me interessou. ;)
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu não sabia que o livro é autobiografia. Gostei da resenha embora seja bem pequena, poise a história é curta, mas muito bem contada. Tenho o livro e ainda não li, não sei porque. Acho que é hora de se fazer isso.

    ResponderExcluir
  9. Além de não conhecer esse livro, não sabia que esse livro tinha um filme. Já faz um tempo que quero ler os livros dessa autora, se não me engano, mas com tantas leituras na frente acabo que não li nenhum ainda. A trama desse livro parece ser muito boa, e muito bem construída, e o tema abordado no livro e bem interessante, gostei muito do livro.

    ResponderExcluir
  10. Assisti o filme recentemente, e fiquei muito interessada em ler o livro! Já adicionei na listinha <3

    ResponderExcluir
  11. Li o livro com conhecimento mínimo sobre a história, esperava algo diferente, mas não me decepcionei.
    Foi curto mas gostei do livro, embora eu confesso q bem no comecinho fiquei confusa pela história não ter uma ordem certa kk, mas logo me familiarizei com o modo de escrita.

    Quando acabei corri para ver o filme, mas como não consegui desisti na época, mas ainda pretendo ve-lo.

    ResponderExcluir
  12. Li o livro com conhecimento mínimo sobre a história, esperava algo diferente, mas não me decepcionei.
    Foi curto mas gostei do livro, embora eu confesso q bem no comecinho fiquei confusa pela história não ter uma ordem certa kk, mas logo me familiarizei com o modo de escrita.

    Quando acabei corri para ver o filme, mas como não consegui desisti na época, mas ainda pretendo ve-lo.

    ResponderExcluir
  13. O Livro muitas vezes tem pensamentos que não tem uma ordem pois a autora sofre de um transtorno que muitas vezes te deixa com o pensamento tão acelerado que você não consegue criar uma ordem para nada mesmo. O Filme é bom, apesar da autora ter dito que detestou a adaptação, só acho que o filme não tratou de fato muito bem o tema da Borderline, que é bem mais complexo que aquilo mostrado no filme.

    ResponderExcluir
  14. Este é sem dúvida meu livro favorito.Já li várias vezes .Quanto as pessoas que ficam dando seus palpites sobre o filme ,elas não sabem oque é estar internado em um hospital psiquiátrico.

    ResponderExcluir
  15. Tenho muita curiosidade por este livro. Não sabia que era autobiográfico. Procurei pelo filme algumas vezes na internet mas não encontrei. Quero muito ler e assistir.

    ResponderExcluir

Não vai sair sem deixar um comentário, né? Sua opinião é muito importante para mim.
Por favor, deixe o link do seu blog no final do comentário, assim poderei retribuir a visita.
Obrigada. Volte sempre!

Layout por Gabrielle Oliveira. Tecnologia do Blogger.

Twitter

@blogfrasesperdidas

Subscribe