Wishlist|Livros de não ficção

10:31:00

Olá! A maior parte dos livros que eu leio é composta por ficções, mas isso não significa que não tenho interesse em conhecer obras não ficcionais. Pensando nisso, resolvi compartilhar com vocês os livros de não ficção que estão na minha lista de desejados. 

1. Arquivos Serial Killers: Louco ou Cruel? e Made in Brazil, da Ilana Casoy

A primeira parte de Louco ou Cruel? aborda os serial killers sob diversos aspectos e à luz da Criminologia, do Direito, da Psiquiatria e da Psicologia, e dedica-se a dissecar este universo, analisando como tudo começa, quem são as vítimas, os aspectos gerais e psicológicos, os mitos e as crenças, o perfil do criminoso, a psicologia investigativa, a análise do local do crime e a encenação/organização da cena.
Na segunda parte do livro, Casoy apresenta em detalhes 16 casos de serial killers que chocaram e marcaram o século XX, entre eles Albert Fish, Ed Gein, Ted Bundy, Andrei Chikatilo, Jeffrey Dahmer, Aileen Wuornos e o Zodíaco, cuja identidade segue desconhecida até hoje. Histórias que habitam as entranhas da humanidade e o que ela tem de pior: frieza, perversidade e falta de sensibilidade que acabam por produzir o mal em escalas inimagináveis. 
Após o sucesso do seu primeiro livro, Ilana Casoy dedicou-se a uma pesquisa rigorosa para investigar os serial killers brasileiros, no que viria a ser o primeiro livro do gênero dedicado aos assassinos em série do Brasil. Foram cinco anos de pesquisas, visitas a arquivos públicos, manicômios e penitenciárias, além de entrevistas cara a cara com personificações do mal em terras tupiniquins, para compor um inquietante roteiro com rigor investigativo de como, por quê e com que métodos os serial killers brasileiros atuam.

2. Profissões Para Mulheres e Outros Artigos Feministas, da Virginia Woolf
Profissões para mulheres e outros artigos feministas reúne sete ensaios de Virginia Woolf nos quais ela questiona a visão tradicional da mulher como “anjo do lar” e expõe as dificuldades da inserção feminina no mundo profissional e intelectual da época. Numa era em que o papel da mulher modifica-se cada vez mais rapidamente, as críticas e reflexões de Virginia mostram que a autora estava à frente de seu tempo.

3. Um Teto Todo Seu, da Virginia Woolf
Baseado em palestras proferidas por Virginia Woolf nas faculdades de Newham e Girton em 1928, o ensaio Um teto todo seu é uma reflexão acerca das condições sociais da mulher e a sua influência na produção literária feminina. A escritora pontua em que medida a posição que a mulher ocupa na sociedade acarreta dificuldades para a expressão livre de seu pensamento, para que essa expressão seja transformada em uma escrita sem sujeição e, finalmente, para que essa escrita seja recebida com consideração, em vez da indiferença comumente reservada à escrita feminina na época. 

4. Cartas Extraordinárias, do Shaun Usher
Do comovente bilhete suicida de Virginia Woolf à receita que a rainha Elizabeth II enviou ao presidente americano Eisenhower; do pedido especial que Fidel Castro, aos catorze anos, faz a Franklin D. Roosevelt, à carta em que Gandhi suplica a Hitler que tenha calma; e da bela carta em que Iggy Pop dá conselhos a uma fã atormentada ao genial pedido de emprego de Leonardo da Vinci - 'Cartas extraordinárias' é uma celebração do poder da correspondência escrita, que captura o humor, a seriedade e o brilhantismo que fazem parte da vida de todos nós. Esta coletânea de mais de 125 cartas oferece um olhar inédito sobre os eventos e as pessoas notáveis da nossa história. O livro reproduz a maior parte dos fac-símiles das missivas, com sua transcrição e uma breve contextualização, além de ser ricamente ilustrado com fotografias e documentos. A engenhosa organização de Shaun Usher cria uma experiência de leitura que proporciona muitas descobertas, e cada nova página traz uma bela surpresa para o leitor.
5. Social Killers, de RJ Parker e JJ Slate
Social Killers – Amigos Virtuais, Assassinos Reais é um livro assustadoramente verdadeiro. Seus autores, RJ Parker e JJ Slate, reúnem alguns dos casos mais angustiantes de criminosos que usaram as redes sociais para se aproximar de suas vítimas. Stalkers, predadores sexuais, assassinos, canibais, torturadores. A lista, infelizmente, não é pequena. E novas solicitações de amizade continuam chegando a cada dia.

6. Manual Prático de Bons Modos em Livrarias, da Lilian Dorea
Em 2011 a livreira Lilian Dorea criou o blog [manual prático de bons modos em livrarias], para revelar histórias saborosas e hilárias de seus atendimentos em livrarias. O sucesso foi imediato e ela passou a receber relatos de outros livreiros. Agora, transformado em livro, ela reúne os melhores “causos” do blog, histórias inéditas, curiosidades, dicas de livros, blogs, sites e, claro, livrarias e sebos. Se você quiser evitar ser o novo protagonista de um post do [manual prático de bons modos em livrarias] é melhor ler este livro com toda atenção e aprender a “etiqueta” das livrarias.

7. Sobre A Escrita, do Stephen King
Com uma visão prática e interessante da profissão de escritor, incluindo as ferramentas básicas que todo aspirante a autor deve possuir, Stephen King baseia seus conselhos em memórias vívidas da infância e nas experiências do início da carreira: os livros e filmes que o influenciaram na juventude; seu processo criativo de transformar uma nova ideia em um novo livro; os acontecimentos que inspiraram seu primeiro sucesso: Carrie, a estranha. Pela primeira vez, eis uma autobiografia íntima, um retrato da vida familiar de King. E, junto a tudo isso, o autor oferece uma aula incrível sobre o ato de escrever, citando exemplos de suas próprias obras e de best-sellers da literatura para guiar seus aprendizes.

8. 365 Dias Extraordinários, da R.J. Palacio

No romance Extraordinário, o leitor teve a chance de conhecer o memorável professor de August Pullman, o Sr. Browne, que no primeiro dia de aula, antes mesmo de se apresentar aos alunos, ofereceu uma profunda lição sobre a importância de cultivarmos preceitos positivos em nosso cotidiano regras capazes de nos inspirar a fazer escolhas cada vez mais acertadas ao longo da vida. O discurso do professor fez com que Auggie, pela primeira vez, pensasse que frequentar a escola poderia não ser tão má ideia.
É essa a inspiração que 365 dias extraordinários pretende levar ao leitor. A bela edição reúne uma coleção de preceitos que vão iluminar, confortar e desafiar cada um a se tornar uma pessoa melhor. São palavras de sabedoria pinçadas de fontes que vão desde músicas e grandes obras da literatura até inscrições em tumbas egípcias e frases de biscoitos da sorte, incluindo passagens de alguns dos mais importantes personagens de Extraordinário e de mais de cem dos milhares de leitores que enviaram seus preceitos à escritora R. J. Palacio.

Vocês já leram algum desses livros ou pretendem lê-los um dia? Gostam de livros não ficcionais? Me contem nos comentários. 
Beijos e até amanhã!

♥ Banco de Séries | Facebook | Filmow | Goodreads | Instagram | Skoob | Twitter | YouTube ♥


You Might Also Like

6 comentários

  1. Quero muito ler esses 3 livros sobre Social Killer's que foram citados... Além desses eu gostaria de ler 365 dias extraordinários!

    Decidindo-se

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gabi, tudo bem?

    Eu estou interessada em Social Killers.com desde o seu lançamento, mas ainda não tive a oportunidade de ler.
    Manual Prático de Bons Modos em Livrarias parece ser bem divertido! hahahaha

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  3. Olá, Gabi!
    Acho que irei tentar o 365 Dias Extraordinários para o próximo ano! Adorei sua wishlist!
    Beijos!
    Apenasumaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gabrielle! Desejo todos esses da sua lista de desejos, sem tirar nenhum. ;)
    Tem bom gosto! ;)

    Priih, eu adoro filmes assim: com doses exatas de tensão, de bom humor e de ação. E eu o veria no cinema, mesmo não sendo um filme "wow, fantástico", mas sim porque nada como ver um filme de ficção científica numa telona, né?
    Boa sorte com as coisas da faculdade.
    Um abraço!

    Blog || Fan Page

    ResponderExcluir
  5. Olá! Eu não sou fã de livros de não-ficção, mas a mão da curiosidade chega a tremer com esse do King. Parece ser ótimo, ainda mais sendo uma autobiografia. A história desse homem é incrível e saber mais pelos próprios olhos dele deve ser muito bom.
    Não sabia que Extraordinário não era ficção. Achei interessante.

    Beijos
    SIL ~ Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  6. Tenho o maior costume de ler ficções também, por isso dos listados eu só tenho vontade de ler 365 dias extraordinários, sendo que li nenhum.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Não vai sair sem deixar um comentário, né? Sua opinião é muito importante para mim.
Por favor, deixe o link do seu blog no final do comentário, assim poderei retribuir a visita.
Obrigada. Volte sempre!

Layout por Gabrielle Oliveira. Tecnologia do Blogger.

Twitter

@blogfrasesperdidas

Subscribe