Minha Estante #30|À Sombra da Lua

20:43:00

Título: À Sombra da Lua
Autor (a): Marcos DeBrito
Páginas: 288
Editora: Rocco
Onde comprar: Americanas | Livraria Cultura | Saraiva | Submarino

Sinopse: Durante o dia, Vila Socorro é apenas uma pacata cidade do interior de São Paulo, reduto da imigração italiana no Brasil. Mas, quando o sol se põe, uma criatura desconhecida aterroriza os moradores, que cobram uma solução das autoridades locais, afinal, há décadas o vilarejo sofre com mortes misteriosas, cometidas por um assassino que não deixa rastros e desafia a lógica humana. Estreia do cineasta Marcos DeBrito na literatura, À sombra da lua já nasce um forte candidato a clássico do terror nacional ao explorar o mito universal do lobisomem contrapondo, numa narrativa madura e vigorosa, racionalidade e mistério.
Nota: 3/5

[Livro cedido para resenha pelo autor]

"Pela janela do quarto Clemenzia podia ver a Lua Cheia começando a ser descortinada por detrás das nuvens. O astro revelava-se amarelado e enorme, de uma beleza não tão rara, mas que impressionava toda vez que ornamentava o céu com sua presença indiscreta. A mulher saiu de baixo das cobertas e sentou no canto da cama para apreciar o exibicionismo lunar, mas sua atenção acabou direcionada a Bastiano, que corria em direção à floresta." (Pág 47)

Socorro é uma vila no interior do estado de São Paulo marcada pela forte presença de descendentes de italianos, vindos para o Brasil há um tempo. A cidadezinha sempre foi tranquila, até que uma criatura desconhecida passou a aterrorizar os moradores, cometendo vários assassinatos na madrugada. Em todas as noites de Lua cheia acontece um novo homicídio, aumentando cada vez mais a insatisfação e o medo da população, já que os governantes do local afirmam buscar estratégias para encontrar o culpado e modificar essa situação, mas não conseguem mostrar resultados.
Álvaro Cesari vive nesta vila isolado, próximo da floresta, na casa que pertenceu à sua família, vinda da Itália, e foi o palco de um massacre. Segundo rumores, o seu pai, Bastiano Cesari, matou a esposa e as seis filhas num ataque de loucura, restando apenas o garoto. Nas poucas vezes em que o jovem vai ao centro do vilarejo, seu objetivo é observar Alana, filha de um médico bastante influente no lugar, por quem é apaixonado. A moça também mantém sentimentos por Álvaro e ambos iniciam um romance secreto, que tem como plano de fundo a matança que parece não cessar.
Mesmo sendo pequena, nenhuma cidade escapa de problemas, certo? A Vila Socorro é um exemplo disto. Essa cidadezinha interiorana de São Paulo era pacata até o início de uma série de homicídios. Devido ao estado em que os corpos são encontrados, é praticamente impossível que um animal ou um humano seja culpado por esses assassinatos, restando apenas um suspeito: um ser sobrenatural, mais precisamente um lobisomem, já que o ciclo se repete a cada Lua cheia. Acontece que apenas um velho morador da vila acredita nessa possibilidade e, mesmo sendo insultado por pensar assim, mantém sua crença até o fim, apresentando teorias para comprova-la. Em meio a isso, Álvaro e Alana vivem um relacionamento proibido, ameaçado pela paixão que o melhor amigo da moça nutre por ela, pela questão social, já que ambos são de classes distintas, algo determinante na época, e pelo mistério envolvido no passado do jovem descendente italiano.
À Sombra da Lua é intercalado entre o presente, no ano de 1920, que mostra a situação atual da vila, e o passado, na década de 1890, que apresenta passagens da vida de Bastiano, pai de Álvaro, desde que ele chegou ao Brasil até o momento em que foi acusado de matar sua família. Em diversas vezes gostei mais dos flashbacks, pois neles os acontecimentos são narrados de forma mais rápida, diferente do restante do livro, que é bastante descritivo, algo um pouco cansativo. O levantamento de teorias feito pelo velho morador do vilarejo mostrou que antes de produzir o seu primeiro trabalho no ramo literário, o Marcos realizou diversas pesquisas e adquiriu um grande conhecimento sobre o assunto. A temática do lobisomem foi muito bem trabalhada, mas talvez por esse não ser o meu tipo de personagem favorito, eu não tenha gostado tanto assim da obra.
Pensei que esse seria o meu primeiro contato com o gênero terror, porém isso não aconteceu. Apesar da proposta de um enredo aterrorizante, eu não fiquei assustada durante a leitura. A trama não me prendeu tanto, por isso acabei demorando para terminar de ler. O início é bastante previsível, tanto o romance quanto parte do mistério, mas lá para o final eu fui completamente surpreendida pelo autor, que mudou o rumo da história me deixando de queixo caído. Apesar disso, esse não foi um dos melhores sobrenaturais que eu li. Pelo que eu vi em uma das redes sociais do Marcos DeBrito, À Sombra da Lua terá continuação, que ainda está sendo escrita por ele, mas na minha opinião essa trama já teve um fim.

"Quando a besta avistou do lado de fora um banquete, deixou a carcaça de lado e arrepiou os pelos da nuca para parecer ainda maior e mais ameaçadora. Seus olhos vermelhos brilhantes puderam ser vistos por todos." (Pág. 248)

Já leram este livro ou pretendem fazer isso algum dia? O que acharam da história? Me contem nos comentários!
Beijos e até o próximo post!

♥ Facebook | Filmow | Goodreads | Instagram | Last.fm | Skoob | Twitter | YouTube ♥

You Might Also Like

2 comentários

  1. Oi, Gabi! Tudo bem? Apesar dos contras, o livro me pareceu ser bem legal! A premissa dele chama a minha atenção (adoro tramas que sejam intercaladas com acontecimentos do presente e do passado) e possui uma criatura sobrenatural que eu acho bem interessante! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ainda não conhecia esse livro mas gostei do enredo. Me lembrou bastante A garota da capa vermelha hehe. Se der eu vou ler.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir

Não vai sair sem deixar um comentário, né? Sua opinião é muito importante para mim.
Por favor, deixe o link do seu blog no final do comentário, assim poderei retribuir a visita.
Obrigada. Volte sempre!

Layout por Gabrielle Oliveira. Tecnologia do Blogger.

Twitter

@blogfrasesperdidas

Subscribe